sábado, dezembro 28, 2002

Beijos e abraços.
Volto para postar minhas resoluções pro ano que vem.

Deixa eu ir comer bolo de chocolate para acabar com a amargura.

Mas não to amargo a toa não. Passem 3 horas olhando para cima, com um pé fedido na nuca. Meu quadril quase se calcifica.
Mode ironic on

Que pena, cheguei atrasado para ver o trailer do Matrix Reloaded.

Mode ironic off
E achei que ia escapar daqueles cosplay (aquele povo que vai vestido a caráter). Ledo engano.

Chegando à escada rolante para o cinema, vi dois seres vestido de maneira diferente. Uma moça vestida de idade média e o outro, segundo me disseram, de Frodo Bolseiro.

Detalhe que o cara era mais alto que eu.

Não que isso seja difícil, mas acho que sou mais alto que um daqueles duendes.
Destaque fica para o Gollum, feito totalmente digital, mas mostra bem o que acontece com esse povo que curte muito esse papo de anel do poder.

Mas a minha cena preferida é a do carro voador batendo no salgueiro lutador.
E hoje fui com a Ashen ver o Sr. Dos Anéis 2 - A Missão. O Prowler foi junto com a sua simpática patroa.

Chegamos um pouco tarde lá no cinema, mas pudemos ver o filme...lá da segunda fileira.

Foi uma experiência interessante, já que me sentia quase parte dos personagens do filme de tão perto da tela. Já estava esperando uma daquelas flechas sairem bem na testa. Mas o filme é legalzinho e a cena de batalha é legal mesmo. Continuam aquelas insinuações homossexuais entre os duendes de pés-peludos, mas já me falaram que no terceiro eles finalmente queimarão o Anel.

Só não foi melhor porque um cara com pés fedendo decidiu pô-los na cadeira e lá ficou.
Natal, chamei a Elishia para cá e ficamos organizando a ceia. Eu dava as idéias, lavava os pratos e metia o bedelho onde não era chamado. Ela picava, fritava e ficava cheirando a alho e cebola. Fizemos Peru ao molho madeira, Brownie com sorvete de creme e calda quente, maionese, tender bolinha e arroz.

O Lucky, Lelo, Moni , Paula, Hammer e seu irmão, Smash, também deram o ar da graça para o almoço no dia 25.

Enchemos os canecos com cerveja, vinho, ficamos falando besteiras.

O Lelo trouxe uma lata de Mapple Syrup que foi usada com panquecas. Ô delícia.
Bão, vamos aos fatos dos últimos dias meio rapidinho.
Dá-lhe Papai noel !

sábado, dezembro 21, 2002

Beijos e abraços.
Era isso.
Mama, eu sei que to tartaruga. Nem tem motivo especial, só falta de vontade mesmo.
Jackie me mandou um cartão de natal !

Super beijo Jackie, valeu por aquela mamãe noel pelada.

Brincadeira, foi o bom e velho e gordo papai-noel tradicional.
E deixa eu dar uns recados Juliana foi pra Recife, só volta ano que vem.

Ficou uma semana fazendo inveja, é mole ?
Mas eu prometo voltar. Se você quiser, eu aviso. Manda um mail para mccrw@hotmail.com que eu aviso.

Até o fim do ano vão ser poucos posts, muito poucos mesmo.
Deixa eu esclarecer uma coisa.

Não morri ainda, só estou meio sem idéias e sem vontade. Nem na net estou direito.

Num quero deixar vocês entrando aqui que nem bobos né ? =)
Opa !

quinta-feira, dezembro 19, 2002

Beijos e abraços.
Bom, é isso.

Desculpa aí.
TA aí. A vida imitando a arte. Lembram-se de Babe, um porquinho atrapalhado ?
Porco tropeça em espingarda e mata acidentalmente seu dono

Um homem morreu com um tiro na cabeça em uma comunidade camponesa do Panamá, quando a espingarda que deixara encostada ao lado da mesa de jantar disparou no tropeço de seu porco de estimação. David Montalvo Duarte, de 46 anos, voltou de uma caçada para sua casa, no povoado de Malagueto, na província central de Veraguas, no domingo passado, e deixou a espingarda, calibre 22, junto à mesa para almoçar.

Enquanto comia, o porco entrou na casa e tropeçou na espingarda, que disparou, atingindo-o mortalmente na cabeça. De acordo com o jornal, no momento do acidente estavam na casa da vítima sua mulher, seu enteado e a mulher dele. As autoridades de Malagueto investigam este estranho acidente.

É verdade, um aumento de 50% para os pobres deputados veio em boa hora, visto que eles devem passar muitas necessidades.
Cara-de-pau

Câmara aprova aumento salarial de 50% a deputados e senadores

A Câmara dos Deputados aprovou hoje o aumento salarial de deputados e senadores de R$ 8.280 mil para R$ 12.720 mil - pouco mais de 50%.

A votação foi simbólica e o projeto foi aprovado em um minuto e 28 segundos.

O projeto deverá ser votado ainda nesta semana no Senado e entrará em vigor na próxima legislatura, a partir de fevereiro.

A proposta tem o apoio da Mesa Diretora do Senado. Como a decisão será tomada por decreto legislativo, não será submetida à sanção presidencial, não podendo ser vetada pelo presidente da República.


Matéria completa aqui
Para saber mais sobre vinhos, Academia de Vinhos.
O Comichão e Coçadinha mal chegaram e já estão indo. Eles estão oferendo o blog para quem for mais criativo. Vão lá tentar.
Opa. Bele ?

terça-feira, dezembro 17, 2002

Beijos e Abraços.
Bom, era isso por enquanto. Vamos funcionar em velocidade de cruzeiro.

Sabe como é né, fim de ano, amigo-secreto, festa de fim de ano....tudo isso poderia servir de desculpa para não postar.

Mas como vocês sabem que nada disso acontece comigo, então, acreditem, é falta da coisa fedida que ficou no carro da Ana e atende pelo nome de Inspiração.
Atendendo a pedidos

Jackie, peça para o Vela fazer também.


O quão gay você é ?

Mas tava na hora mesmo dos santistas ganharem alguma coisa.

Sofrem com os paulistas indo pra lá, com aquelas praias sujas, sempre morrendo na praia...

Nada como um presente para a maioridade dos sem-títulos né ?
Oi Michele (e outros corintianos). Lembrei de você com carinho esse domingo...




Emprestado do Piores Blogs especialmente para a Michele
Nani utatteru no?

O melhor programa da TV japoneuza: um gara gordinho (gordinho uma ova, gordissimo) corre uns 400 m e depois colocam um headfone no ouvido dele, e o pobre, bufando, tem que cantar a musica que ta tocando no headfone, e as equipes que tao competindo tem q adivinhar a musica. Hi-la-rio!

Roubado da minha dentista, a Dra. Bia
Então né, sim estou sumido. Mas tem um motivo:

A Ana encontrou uma coisa fedendo no carro dela. Desconfio que seja minha inspiração que caiu da mochila e ficou por lá.

Ela já está procurando e logo logo me manda para cá.
DAe tchurma.

domingo, dezembro 15, 2002

Beijos e abraços.
Por que a culpa? É o que eu tenho perguntado à minha psicanalista.

Todo mundo acha que a pessoa que vive de criar, ou seja, um criador, não faz nada o dia inteiro. Fica só pensando. É verdade. O problema é que ninguém considera o trabalho de pensar como ofício. Daí a culpa ensimesmada. Será que só pode ser considerado trabalhador o sujeito que fica o dia inteiro numa mesa de escritório, ouvindo pela janela "olha a uva de Atibaia", "melancia barata, melancia barata"?

Você vê uma frase num outdoor tipo "refresca até pensamento". São três palavrinhas mágicas. O sujeito que inventou isso deve ganhar uma fortuna por mês. O que ninguém entende é que ele trabalha há 20 neste ofício. Pode ser que a frase tenha saído de um estalo. Mas um estalo 20 anos depois. Não precisa ser nenhuma Brastemp para se ter uma idéia dessas. Ou precisa? Mas o povo pensa: ganhar essa fortuna para escrever uma bobagem dessas?

Cada vez que lanço um livro, estréio uma peça de teatro ou vou ao cinema ver um filme com roteiro meu, me dá pânico. Fico pensando: o pessoal vai pensar que eu escrevi isso na maior moleza. Que eu sou um vagabundo. E eu, realmente, fico achando que sou. Algumas mulheres trabalhadeiras já me jogaram isso na cara. E tome divã!

Para aliviar meu sofrimento, penso no Romário que trabalha umas dez horas por mês e ganha 100 mil dólares. Será que ele tem culpa? O Chico Buarque, que fica meses sem "trabalhar", jogando futebol, será que ele acorda com culpa? E o Erasmo Carlos, tem uma culpa tremendona?

Juro que eu trabalho, gente. Penso, invento, crio. E esses funcionários fantasmas, que trabalham em várias repartições e nunca comparecem? Será que eles não têm culpa? Será que só eu me sinto culpado neste país?

Conta uma lenda que quando Einstein esteve no Brasil foi recepcionado pelo Austregésilo de Athayde. O imortal andava com um caderninho para ir anotando as idéias para seus livros e ensaios. Perguntou se o genial Einstein não fazia o mesmo. No que ele respondeu: "Não. Só tive uma idéia na vida." E o pior, é que essa idéia tinha só três letrinhas. Deve ter morrido, relativamente, sem culpas.

Foram anos e anos de culpa para conseguir escrever esta crônica. Mas saiu.

Mas não adiantou nada. Continuo com culpa.
Hoje não tem crônica - Mário Prata

Pode até não ter, mas que o título é chamativo (além de apelativo), é. Tanto é que você leu - pelo menos - até aqui.

Todos nós cronistas esbarramos no branco. Outro dia foi o Ubaldo. E olha que o espaço dele é bem maior. E o branco dele foi brilhante.

Me lembro que uma vez o velho - ainda não tão velho - Rubem Braga num dos seus brancos escreveu sobre uma borboleta. Olho em volta, não tem borboleta nenhuma na minha imaginação. Me lembro do mestre Fernando Sabino ao encher uma página inteira da Manchete sobre um sujeito que começava um discurso dizendo: meus senhores e minhas senhora, eu não sou daqueles que... Aí o orador parou, pois não sabia se dizia daqueles que diz ou daqueles que dizem. Ficou reiniciando o discurso várias vezes, até encerrar, dizendo:

meus senhores e minhas senhora, enfim, eu não sou daqueles!

O pior do branco não é a ausência da idéia central. É o cronista começar a ficar aflito, a suar (como quando não consegue ter uma relação, digamos, sexual) e aí começa a pensar em milhares de coisas para se estimular. E, quanto mais exercita, mais tenso vai ficando. Principalmente quando chega um e-mail da arte do jornal, dando um toque: e aí, a crônica sai ou não sai? É quando broxa de vez e jura que foi a primeira vez, que isso nunca havia acontecido.

A primeira coisa que começa a pensar são nos e-mails e cartas para a redação perguntando até ao dono do jornal, como é que se permite que um sujeito fique aqui escrevendo sobre o nada.

Pois é no nada que o cronista se esbalda. Quando consegue transformar numa pequena e modesta arte algo do banal, do cotidiano. E ter um branco, broxar, é do cotidiano embora não muito banal.

Agora chegou o meu filho aqui atrás - que também escreve crônicas na revista Capricho -, olhou por cima da minha cabeça e resmungou: pô, pá, outra sobre o branco?

- Como outra? Tá doido?

- Outro dia mesmo você escreveu uma.

- Com, outro dia? Anos, anos!

- Sei não.

Me deu culpa.
Opa !

sexta-feira, dezembro 13, 2002

Beijos e abraços.
Cansei.

Se perguntarem por mim, digam que estou dormindo.

Até segunda-feira, pessoal.

AH, não mandem nada para meu e-mail do UOL. Por enquanto o único que tá valendo é o mccrw@hotmail.com.
FESTA !

Então, fomos na festa da Elishia, lá no O´Malleys.

É um bar bacana em algum lugar perto da Av Paulista. Até a hora que estava lá não tinha muita gente.

Eu e o Hammer quase não entramos , porque ele deixou documento na casa dele. Quero ver o dia que a polícia parar ele, finjo que não estou com ele e saio andando.

Após o segurança fazer um doce, deixou nós entrarmos. Adivinha quem encontramos lá ? SIM, o o casal fofo !

A onipresente (tá em toda balada que vou!) Ladybuga e o zen, Tiago.

Ficamos até 22:30, quando o Hammer precisou ir embora porque amanhã tem a divertida festa de fim de ano da empresa para ir.

Mas alcolicamente falando, a bebida da noite foi a Jageimeister (se pronuncia mais ou menos IAGEI - MAIS - TER), um troço alemão que mistura 56 tipos de ervas, frutas, raízes e animais. Para ser tomado estupidamente gelado. Gostoso porque foi de graça.
Viajar com os pais... depois dos 16, isso devia ser proibido por lei.

Eu lembro que a muitos anos atrás toda a família foi para a praia, inclusive minha mãe que nunca viajava.

Não, não foi divertido.

Havia um ar de 'Agora que começamos a fingir, vamos em frente' e ficava uma coisa meio forçada. Tipo um filme ruim ou então de assassinato e que a qualquer momento o assassino seria mostrado e todos ficariam embasbacado.

Isso foi um final de semana. Imagina 1 ano inteiro.
Campanha

Está havendo uma severa campanha para que este que vos fala ir para o Japão.

Tudo começou quando meu irmão disse que ia e começou correr atrás. Timidamente minha mãe perguntou se eu não queria ir, logo respondi que não.

Passaram-se algumas semanas e novamente perguntou, novamente neguei e soube que meu outro irmão também não queria ir.

Ontem fui buscar um tio no aeroporto que veio de lá, contou histórias, causos, bla, bla,bla. Todos ficaram animados.

Ontem mesmo minha mãe foi mais incisiva e quis que eu fosse também. Soube pelo meu pai que ela quer ir também e que se meus dois irmãos forem, ela irá junto trabalhar por lá. E várias vezes por dia me esfrega na cara as vantagens que estou perdendo por ficar aqui e que lá iria ganhar mais e que bla,bla,bla.

A uns 5 anos atrás, eu queria ir para lá fazer um trabalho temporário, eram só 4 ou 5 meses. Apenas meu pai apoiou (tudo que envolve ganho de dinheiro meu pai apoia, desde que ele não tenha que dar dinheiro). Minha mãe foi absolutamente contra e agora quer que eu vá.
DA série Presentes inesquecíveis

Aqui ó.

Presentei aquela sua tia(o), amiga(o), prima(o) solteirona(ao) ou o insatisfeita(o) com o marido. Aqui.

Pilhas não inclusa
Presenteando

Escolha o presente de natal conforme as características do signo.

Tirado do Piores Blogs

-----------------

Erro 503

Você estão enfrentando esse erro no blog de vocês na hora de publicar ?

UTOPIA DILUCULAR ensina como.

Clica aqui para ver como.
'papel da formiga saúva no fluxo de energia'

Hein ? Formigas são boas condutoras de eletricidade ?


Retirado do Vela por intermédio da Jackie
Esse é o governo

Não bastando bandidos engraçadinhos, Minas nos agracia com notícias de um governador doido.

Itamar Franco vê fantasmas em palácio que sofre ação de uma "energia cósmica"

O governador mineiro, Itamar Franco, fez uma revelação bombástica nesta semana: ele disse à imprensa que o Palácio da Liberdade -sede do governo de Minas- está "povoado de fantasmas".

Itamar tentava se esquivar de questões sobre o ajuste de contas do Estado com a União, quando, de súbito, foi questionado se acreditava na existência de fantasmas. "Fantasmas existem", respondeu.

Em seguida, relatou: "Eu estava sozinho em uma sala com um colega de vocês (jornalistas), com portas e janelas fechadas. De repente uma porta se abriu. O jornalista que estava comigo era bem moreno e ficou branquinho."

Itamar disse que a sede do governo, inaugurada em 1897, sofre a ação de uma "energia cósmica".

A Ana tá carente de atenção !

O que a gente faz quando as pessoas ficam assim ?

A gente comenta ! Bora lá comentar !
Grande Coisa

Fotos da Kelly Key em pelos ou como veio ao mundo ou ainda pronta para por molho ou então, como o diabo gosta.

Viram, não podem me acusar de usar as palavras mágicas para gerar visitas.

Tirado do Cocadaboa
Opa.

quarta-feira, dezembro 11, 2002

Beijos e abraços.
Vou ali testar essa teoria.
Vou começar a andar com um bloquinho na mão. AS melhores idéias sempre vêem quando estou fora do micro.
Para ajudar, uma lentidão em todas páginas fora do Brasil, sistemas de comentários.

Qual que era mesmo o santo da Internet ?

Devia ser o SANTO do SACO QUASE CHEIO.

Mas o que está acontecendo com o povo ? Todo mundo reclamando de falta de inspiração.

Hassen, Juju, Pinguim, Rámmêrrr, só para citar os que lembrei agora e sem mencionar eu mesmo.

O que acontece ? Só porque chegou o fim de ano ? Deve haver uma explicação lógica para isso.

A minha explicação lógica por exemplo é que eu fui abduzido por um disco voador que roubou toda minha inspiração.

E agora só consigo pensar em piadas que envolvem Celular, carteira e dinheiro (com sotaque mineiro).
Coisas de Rámmeeeer...

cara de Sr. Miagui fazendo exame de próstata



Tem outras lá que o Rámmers pediu, clica na foto para ir ver.
Mas tudo bem, vou fazendo o que posso.

O Rámmmerrr, também é gente que faz ó:


Retirado do Meu banheiro ou melhor, o banheiro do Marcos.
Da série Presentes inesquecíveis

Matem seus filhos do coração. Dêem um Yano, contador de histórias.



Lembrem-se que quando eles ficarem mais velhos, farão direito e poderão te assassinar por amor ou drogas.
Ou era ele ou um infeliz com a cara muito parecida...muito mesmo !

Põ, nem peguei um autógrafo ou tirei uma foto...
CARACO

Vocês não sabem quem eu vi no Carrefour Tatuapé às 23:50 da noite...



ROBINSON DOS ANJOS !
E anotem os dados logo, porque quando ela descobrir que eu divulguei, vai me matar.

FESTAAAAAA

Mantendo o padrão de altas festas, com muita baixaria que costumamos divulgar, ai vai mais uma. Aniversário da Elishia, a nossa sapequinha-mor.
Já que a Jackie e o Lucky falaram, eu devo mesmo parecer o Barry.

Tá, eu sou a porra do Barry. Mais alguém ? Humpf.
Para essa porra de Blogger.com que ja foi muito melhor.

E também para a Telefonica porque a conexão tá uma merda. Essa raça devia tudo ir tourear que ganhavam muito mais.

AQUI Ó:

Mr Penguim, parabéns !

Adivinhou o treco de ontem e por isso ganhou o troféu joinha:



Cara, vc me assusta hein. Como é que descobre essas coisas ? Tô fora!
Incentivo (Ou na falta do que fazer)

Agora, decidi dar meus troféis também. Não tem motivo certo, pode ser um post legal, um comentário que achei interessante ou então, uma notícia escrota ou uma bobeira. Não importa.

E os primeiros são...
Falando nisso, qualquer hora eu arrumo os links. Tem novos para adicionar e antigos para remover...
O Prowler criou vergonha na cara feia e finalmente mudou de serviço.

Tava na hora hein, andarilho?
Garopaba GO by Kernel Panic.

Participação especial minha numa das guitarras (sim, tem duas).
Dois blogs que criticam blogs. Vejam lá como por a cara à tapa.

Comichão e coçadinha comentam
O Prato do dia
E dae !

segunda-feira, dezembro 09, 2002

Cerveja finalmente !

Depois encontramos o Hammer e fomos para Padaria da Fradique, ficamos ali, a Juliana atrasou por causa da bendita chuva, mas no fim nós ficamos conversando um tempão por lá.

Ah, lógico que tínhamos que falar da torre da Paulista né ?

E de sexo.

Mas falamos mais da torre da Paulista...

Mas não tanto assim quanto você pensou.
Beijos e abraços.
Na falta de assunto né...

Diarinho é o caralho, meu nome é bloguinho, porra!


Problemas de personalidade

Se mais alguém falar que eu pareço com o Barry do Alta Fidelidade, vou dar porrada.

Quinto

O Los Hermanos fez um show ótimo, segundo disse o pessoal que gosta. Eu não curti muito.

Na verdade, não iria no show, mas ouviria em CD no conforto da minha casa. Nem vou falar muito sobre eles.

Depois fui levar as meninas em casa, deixei o Hammer na casa dele e capotei até sábado.
The Band

Eu ia ensaiar com o Cyber num estúdio da Teodoro Sampaio. De madrugada, encontrei a Juliana e como eu precisava ir até Pinheiros, combinei de encontrar com ela ali na V.Madalena. Liguei para a Moni e combinei com ela também para ir. Cheguei na Teodoro um pouco atrasado (claro, acorda atrasado e ainda enrola) e fui pro estúdio.

O irônico é que eu ainda fui o primeiro a chegar e fiquei lá ajeitando minhas coisas, depois apareceu o Cyber, Soul, o Quake e o baterista que não lembro o nome. Fui ver se a Moni tinha chego e acabei encontrando a Elishia no caminho.

O ensaio rolou sem muitos stresses, tirando que eu não sabia música nenhuma e nunca as tinha ouvido na vida. Se baixarem alguma dessas músicas, podem ter certeza, se erraram, fui eu.

Detalhe para o pessoal que cada vez mais achava que tudo estava baixo e as guitarras no máximo e ai mandavam aumentar os microfones. No fim, o spectograma da música parecia mais uma mancha do teste de Rorschach (aquele que o psiquiatra te mostra uns cartões com manchas e você tem que falar o que vê).
Off-road

Sábado a tarde sai com a Ashen e pegamos uma chuva do caramba na hora que fomos pra casa do Hammer. Houve alagamentos em alguns trechos e quando tentávamos fugir deles, encontrávamos outros. Acabamos voltando pro Shop, que havia acabado a luz e esperando a chuva passar. Jantamos e deixei-a na sua casa.
Quarto

A melhor da noite, na minha verdadeiramente absoluta e irrevogável opinião (e não me encham o saco porque vou ignorar e/ou xingar), é o Cachorro Grande.



Visual Old School, essa banda do Rio Grande do Sul agitou o Sesc Pompéia que estava começando acordar com o show do Leela.

Os cara agitaram bastante, as músicas são bem interessantes e eles alopraram o show total. O guitarrista jogo a guitarra na cabeça do vocalista, arrancou sangue e detonou a guitarra. Eu roubei o botão quebrado.



Pô! O botão da guitarra do Cachorro Grande !
Terceiro

Começa a esquentar. Sobe uma loira gracinha pro palco junto com a banda. Era o Leela, que mandou muito bem. Gostei muito tanto da performance de palco , quanto das músicas, que lembra um pouco de Weezer, Autoramas. Bacana mesmo.

Detalhe para a performance da Bianca Jhordão (a vocalista) tocando theremin. E pra viradinha de olho. E pra sainha dela. E para tudo que os olhos e ouvidos puderem captar.
A Moni gostou tanto, que comprou o cd, depois consegui ver a mocinha por lá e peguei o autógrafo pro CD da Moni e um para mim.



Sim, eu quis fazer tietagem. A Hope não responde mail, então vamos de Leela.

Mas eu preferi o som deles ao vivo. É mais divertido...
E já que não temos novas notícias da Hope Sandoval, a partir de hoje, nossa musa 'alternativa' será a Bianca Jhordão.



Intervalo 2

A Moni e o Ráammer estavam sentado numa mesa, quando ela me chama para falar que tinha visto o André Takeda. Eu preciso encontrar-me com ele pra trocar uma idéia. Mandei alguns manuscritos para ele e ainda não consegui ir tomar uma cerveja com ele para discutirmos sobre.

Para quem não sabe, o Takeda escreveu Clube dos Corações Solitário e se você lê isso aqui, TEM de ler o livro. Vale a pena !


Segundo

Foi o Pipodelica, também nada entusiasmante. Não que seja ruim, só não curti muito. Nem lembro o que parece.
Primeiro

Continuando, primeiro show foi do Violin and old books. Já tinham falando para mim sobre essa banda. Mas nunca tinha ouvido. É bom..para ouvir em casa. Segundo a Moni, parecia uma coisa meio Radiohead com outra que esqueci. Sem comentários adicionais.
Intervalo

Show na chopperia do Sesc é uma coisa muito feliz. Não é tão caro, aceita Visaelectron e tem Bohemia. Uma coisa ruim é que só tem pepsi.
Volte no tempo. Vamos do começo.

Primeiro encontrei o Ráammer
perdido por ali. Ele é metaleiro , mas é eclético. Gosta de experimentar novas coisas (até onde não sei...) para ser uma pessoa bem informada e feliz.

Primeiro começamos com uma perigrinação atrás de um banco Bradesco. Depois que encontra um, vê que o cartão não é aceito, corre atrás de outro, também não é aceito. Começa a perigar você passar a noite toda com sede porque não tem dinheiro. Corta, pula no tempo.

Encontramos a Moni sentada e toda bonitinha, como uma mocinha boazinha que ela é, esperando-nos dentro do Sesc. Vamos lá e quem encontramos ? Ladybuga !

Ficamos lá conversando e dei sorte de aceitarem Visaelectron na chopperia do Sesc.
Upload

Fui sexta no festival Upload. Devo dizer que fui na edição do ano passado e foi interessante. Conheci o Matanza, MQN, que gostei bastante e tive uma melhor impressão sobre Autoramas.

Esse ano tivemos bandas que estão começando a estourar (ou pelo menos eu já tinha ouvido falar das mesmas). Eram as bandas Violin and old books, Pipodelica, Leela, Cachorro Grande e (Pô, tem que linkar é ? Ta bom...) Los Hermanos.
Para quem usa serviço Speedy (ADSL) e paga provedor. Veja aqui como evitar a cobrança do provedor.
A triste história do homem com o menor pênis do mundo.

Requer flash e paciência, mas é engraçado.
O Luiz quer queimar o filme dele e falou do meu blog lá no na coluna dele. Visitem!
Oi. Tudo bem ?

Tudo também.

sexta-feira, dezembro 06, 2002

Agora sim, chega !

Vou ali ficar olhando no espelho meus braços bi-colors.

É, to parecendo um caminhoneiro. Um braço branco, outro vermelho.

Isso que dá você sair no sol para ir buscar algo com um amigo seu e você anda com seu braço pendurado na janela do carro.

Pior que essa porra ta ardendo.
Beijos e abraços.
Esqueci...

Amanhã rola o Upload lá no Sesc Pompéia. Quem puder ir, vá, acho que vai ser legal.

Eu vou amanhã com o Hammer e a Moni.

As bandas que estarão lá são:

Violins And Old Books
Pipodélica
Leela
Cachorro Grande
Los Hermanos


Apareçam !


CHEGA !
Puxa...



Mama, você me emocionou.
O negócio é passar o natal com algum amigo teu. Amigos são a família que escolhemos.
O primo melhor amigo

Vocês passaram boa parte da infância dando dor de cabeças para seus pais. Iam a praia juntos, ficavam doentes juntos e um ia dormir na casa do outro. Mas passou-se 1 ano sem vê-lo, 2, 3, 4 anos sem vê-lo. Você até se anima ao saber que ele estará lá.

Besteira. Ele tomará um rumo compleamente diferente do seu. Se tornará um ser tão alegre e festivo que você não o suportará ou então será a carranca em pessoa, mas sinto muito, também não o suportará.
O tio bêbado

Sim, aquele tio que seu pai sempre fala mal. A uns 4 anos atrás você ria dele e das beberronices, agora poderá sentar com ele e conversar, acompanhado de cerveja enquanto ele coça a barriga. Sim, chegou sua vez de entrar no mundo familiar e agora sim, será divertido...

Não. Não é tão divertido quanto pensava. Ele é chato, reclama demais.

Você se sentirá confuso. Será esse mesmo tio que te jogava na piscina quando você era pequeno ? Dava espuma de cerveja para você beber, mesmo quando sua mãe o tinha proibido disso. Não sabe o que tem de errado. Você sabe que você cresceu, mas não saberá que ele se divorciou pelo menos 1 vez, que a empresa dele faliu e agora é um empregado mal pago que teve que vender o carro do ano para pagar pensão.

Duas cervejas, é o tempo que você aguentará passar com ele, depois disso vai pra cozinha ver se tem algo pronto.
O bebê

Chorará em intervalos de horas regulares, os pais sempre irão trazê-lo para você vê-lo, você não saberá o que falar ou fazer. Ou então você não resistirá e o pegará no colo e correrá o risco de ter que ajudar a trocar fralda, esquentar mamadeira e cuidar dele, enquanto sua tia vai pra cozinha ajudar a avó.
O primo pequeno

O primo pequeno chato, pode ser substiuído por uma prima mimada, o qual a mãe/pai funciona como uma espécie de relações pública/assessor e contará tudo que aconteceu na vida de seu(sua) rebento(a) desde a última vez que o viu.

Outras conversas girará quase sempre em torno de dinheiro. Seus pais, são sempre melhor com essa coisa de relacionamento familiar que você e ficarão conversando, enquanto você poderá fazer alguma das opções abaixo:

a) Ficará na sala vendo TV
b) Brincará com o primo menor de algum dos 10 jogos que ele levou para a férias de fim de ano;
c) Sairá para andar pela cidade e ver tudo fechado.
É, mesmo assim natal é divertido e legal.

Já falei que o que importa são os presentes né ?
Na empresa não é muito diferente. Pode ser que não tenha as crianças pequenas, mas sempre terão colegas bebãdos que farão o papel com a mesma desenvoltura. Talvez até um pouco mais simiesca, mas não importa, porque você ta pouco se lixando para eles.

Você está ali só para ficar cantando a secretária gostosa que durante o resto do ano não tem tempo para nada a não ser olhar as pernas.

Deixará as regras de etiqueta em cima de sua mesa e agirá como se nunca tivesse visto comida.

Já repararam nisso ? Você tenta falir sua empresa durante a festa. Seja bebendo ou comendo o máximo que puder, você quer que todo seu esforço seja recompensado comendo salgadinhos frios com refrigerantes do tipo cola ou tubaína.

No fim, vai com sua cesta natalina debaixo do braço e um gorrinho de papai noel que o puxa-saco do seu chefe teve a brilhante idéia de comprar e distribuir junto com um cartãozinho muito medíocre com frases tirado da Você S/A.
Parentes em geral

Tirando o momento em que se cumprimentam, provavelmente não mais falará com eles até a próxima festa de fim de ano.
E as festas ?

Putz. Essa é a pior parte.

Quase sempre tem um tio bêbado, o primo que era seu melhor amigo, um primo pequeno chato, um bebe chorão e parentes em geral.
E o chefe sempre participa e apesar de ganhar muito mais que os funcionários deles, sempre dão presentes baratos.

Você acha que ele chegou a ser chefe como ? Gastando com cd pra peão?
Mas tem a parte ruim , admitamos, o miserável amigo-secreto da empresa onde se trabalha.

Se sua equipe tiver, digamos 20 pessoas. 1 dela propôs o amigo secreto, 3 que são amigas da 1a apoiam totalmente a idéia, 3 não poderão participar e não participarão (porque são espertas demais) e as outras todas irão participar , se bem que na hora do happy hour ou no banheiro reclamarão que odeiam amigo secreto.
Os contos de natais são sobre o que ? Presentes que não podem ser entregues. Pessoas mesquinhas e pão duras que não dão presente e por isso são tristes.
Os comerciais mostram todo mundo feliz ganhando presente e triste as que não ganham. Mas alguma alma caridosa a fará feliz dando um presente.

A tv não mentiu em nenhum momento, então, por que seria hipócrita ?
O natal nem é uma data hipócrita como muitos dizem. A regra é clara: Natal é aquela data onde você tem que dar presentes para as pessoas.

Fim. É só isso.
Mas o fato de eu não ligar para o natal, não significa que eu não ligue para presentes. Ligo sim, adoro ganhar presentes e podem ficar a vontade de me presentear esse ano. Mandem cartões virtuais animados, daquelas mamães noéis sexy.
É batata. Criança vai gostar de você até se você se vestir de Monstro do Pântano.

Dando presente para elas, você já comprou o amor delas.
Por ter crescido num lar crente, acho que só aproveitei o natal até os 5 ou 6 anos de idade. Umna vez eu vi o papai-noel que foi numa festa organizada pelo meu tio. Lembro que naquele dia, prendi a cueca no zíper da calça e fiquei lá no banheiro tentando desprender.

Quando voltei, aquele velho batuta que rejeita os miseráveis já tinha partido, mas ainda assim minha prima me levou para vê-lo, dando tchauzinho lá debaixo de uma longa escada.

Não lembro, mas acho que mandei-o se foder e corri para o saco de brinquedos.
Para mim é indiferente mesmo. Se eu tiver que viajar, viajarei, se tiver que ficar em casa, ficarei.

Tendo comida, eu sou feliz.

Teve a vez que fui no boliche com o Lelo e demos de cara com o boliche fechado.
Já perdeu a graça odiar natal. Todo mundo odeia natal.

Até agora só vi uma pessoa que gosta de natal, a Jackie. Todos outros, tem odiado natais. Quanto ódio no coração de vocês.
Ho ho ho ho

Por que todo mundo odeia o natal ? Não é data que se ganha presentes ? Ganhar coisas é bom, não é ? Então não sei porque odiar. E antes que todo mundo comece a falar mal de natal, vou aproveitar e falar:

Eu não ligo pro natal.
Toma

Hammer, esse é seu fansign.

Como fã de sitcoms, devo dizer que EU não quero nem ver a caca que sairá disso.

Sitcom de João Kleber reúne ex-Big Brothers

?Golpe da Madame? é o nome da sitcom, escrita e dirigida por João Kleber, que irá ao ar como o especial de Natal da Rede TV!, dia 23 de dezembro.

Além de João Kléber, que interpretará dois personagens, estarão no elenco os ex-integrantes do Big Brother, Tina e Adriano "Didi". Vários outros artistas confirmaram presença como Georgia Gomide, Neusa Borges, Nelson Rubens, Luisa Mell, Ney Gonçalves Dias, Núbia Ólive, Shaolim, a jornalista Fabíola Reipert (que interpretará ela mesma), Nicole Puzzi, Luiza Ambiel, Luciana Gimenez entre outros.
Para quem não está conseguindo acessar o Cocadaboa (seja lá qual for o motivo, mas principalmente pelo boato de censura dos grandes provedores), clique aqui para acessá-lo através do Anonimizer.

E não esqueçam de mandar um e-mail para seu provedor reclamando disso.
E ai povo. Que conta ?

quinta-feira, dezembro 05, 2002

Beijos e abraços.
Ironic mode on

Agora eu vou mesmo. Amanhã , novo assunto, porque senão vão achar que eu gostei de Brasília.
Receita de Waffle

Aceito ser convidado para quem quiser fazer. Não esqueçam o xarope de Bordo:

Ingredientes
- 1 xícara (chá) de farinha de trigo
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- 1/2 colher (chá) de sal
- 1 colher (sopa) de manteiga derretida
- 1 colher (chá) de açúcar
- 1 xícara (chá) de leite
- 1 ovo (gema e clara separadas)

Modo de Preparo

Peneire todos os ingredientes secos em uma bacia.
Acrescente a gema de ovo, o leite, a manteiga derretida aos ingredientes secos e misture-os bem. Junte as claras batidas em neve, incorporando delicadamente. Despeje aproximadamente 1/2 xícara (chá) de massa na forma de waffle quente. Espere assar e sirva em seguida.
Mas andar de carro por Brasília pode ser uma experiência interessante. É como pilotar aqueles carrinhos nas pistas de autorama ! Tem várias curvas, voltas, retornos, pontes. Como diria a Mama , é o lazer dirigir por lá.

E ainda por cima tem a freira do fusca laranja !

Isso eu não vi, mas tinha que ter uma foto !
Se você tiver a sorte, como eu, de conhecer pessoas ótimas e maravilhosas que moram lá e elas te ciceronearem, não se preocupe, elas entendem mesmo e sabem onde ficam quase tudo. São como aqueles índios que vão de guia nas florestas.

Sabem onde tem a comida boa, a bebida boa, a festa boa, reconhecem se a festa será boa ou não.

Só faltou encostar a orelha no chão e dizer se está vindo uma manada de dorme-sujo pela frente.

Inclusive, a Ana me disse que lá, os índios são fritos para evitarem concorrência.
Essa parte da navegação pela cidade é interessante. O povo lá jura de pé junto que é fácil ir para qualquer lugar.

Você chega lá sai da rodoviária e dá de cara com enormes espaços verdes e fica imaginando 'Será que o povo brasiliense vive debaixo do solo ?' Ai você chega numas áreas com vários pequenos prédios (que não podem passar de 6 andares), sobe pista, desce pista, da retorninhos, faz tesourinhas e chega no lugar que você queria sem saber que diabos aconteceu.

'Ué, como vim parar aqui ? Já não tinha passado aqui antes ?'
Mas realmente é fácil passear por Brasília. Tenha um mapa em mãos, um GPS e um pai-de-santo forte.

Ou então uma bússola, porque a todo momento você precisará saber onde fica o norte e sul.

Lago sul, lago norte, asa sul, asa norte. Quadra, bloco , SDS , PQS , RSS, SESDSALDKASDLAKS, ARGH !

Desconfio inclusive, que os pontos cardeais ao invés de serem Norte, Sul, Leste, Oeste sejam Norte, Sul, Norte , Sul.
E pra finalizar , impressões finais sobre Brasília, do meu ponto de vista.

Brasília é uma cidade planejada, tem forma de aviãozinho, tem iate club sem ter mar, mas tem um lagão bem porcão. Tem um céu bonito e um por do sol bacana. Tem o poder no ar, mas quem mora lá já está acostumado, então só os viajantes ficam achando que vão cruzar com o FHC ali.

Devaneios a parte, andar por lá é sempre uma viagem. Tudo parece meio longe de carro, mas me juraram que era perto se fosse a pé. O povo para o carro onde quer, tem estacionamentos pra todos os lados e isso é legal. Você (turista) anda a pé e fica com medo de ser atropelado naquelas grandes e largas avenidas ou então ficar perdido no meio dos blocos e prédios.
Momento místico ou religioso ou ébrio

Esqueci de contar ontem. Um pouco antes do assalto, tive a impressão de ter visto a cabeça de 3 pessoas lá na frente de pé, junto ao motorista. Nem tinha luz, aureóla ou coisa assim...mas vi a cabeça de 3 pessoas de costas lado a lado !

E não eram passageiros...

Devia estar meio dormindo/meio sonhando, mas eu vi !

Eu hein. Melhor parar de assistir 'Além da imaginação'.
Mais coisas da viagem (Juro que está acabando)

- Mama me pediu para falar do Clóvis. O Clóvis é o cara que salva a noite com cachorros-quentes. Nem é o melhor que já comi, mas ele fica lá até tarde e salva a madruga de verdade.

- E não, seus espíritos-de-porco, índio flambado não é um prato tradicional de Brasília ! Só alguns burgueses gostam disso.

- Um Ser acebolado é aquele ser meio suarento, com cheiro forte.

- Não faço idéia se o bandido levou a mandioca.
Calça de Shakira se rasga durante show

Não gosto da música, mas a moça é bem 'talentosa'. Seria um show legal de ver. Colorarei em letras grandes por motivos óbvios !

Durante uma apresentação em Miami, Shakira teve de deixar o palco correndo depois de sua calça ter-se rasgado e deixado a mostra seu traseiro. Segundo o jornal, a cantora rebolava ao som de sua música "Fool" quando sua calça de couro se rasgou ao meio.
Edáe people !

quarta-feira, dezembro 04, 2002

Beijos e abraços.
Rapidinhas sobre a viagem (e alguns ajustes)

- A pizzaria Don Bosco existe a 30 anos e não 10 como eu falei. Ou seja, aquela pizza deliciosa é um clássico da gastronomia candanga a mais tempo do que podia imaginar.

- Sabem quando você joga um farelo para uma pomba e ela vai correndo toda engraçada pra cima do farelo ? Então, uma pessoa que não vou falar quem é, fez algo parecido atrás de uma amostra de cookie lá no shopping Pátio.

- Eu vi a Mama compondo uma música sobre uma menina que rola no chão com um dormesujo.

- Eu conheci essa menina ! (Isso no dia seguinte, porque na hora eu só via um bolo de carne que rolava no chão).

- A Mama e eu conseguimos matar o furbie da Ana. Ele gemeu, gemeu, deu uns tremeliques e finalmente morreu e foi para o céu dos furbies.

- Estávamos lá próximos a um MCDonalds da XXX (onde XXX é o número da rua, avenida, lote, quadra, sei lá que porra), eu indo no banco da frente, a Mama dirigindo calmamente para a festa da UnB e a Ana boazinha no banco de trás. De repente, ela chega e fala que precisa do bendito rato-morto (termo para papel higiênico) e me faz uma curva fechada. O cinto de segurança trava da maneira mais espetacular do mundo em cima da minha bexiga cheia. Quase marco meu território no banco do carro dela.

- E tiramos fotos com a Cinderela. A Branca de neve devia estar 'Vermelha de neve' e foi antipática. A Gata Borralheira bateu a foto. E a Mama ainda ganhou um beijinho da Cinderela.

- Duas coisas ruins: Não pude encontrar a Mocinha e a Thaty. Isso foi chato.

Mas tudo bem, volto ai uma outra hora com mais tempo.
Agora sim, vou ali, eu pensei que ia ser rápido e sucinto, mas demorei demais.
Ops, chega nada. Fui ver o Harry Potter e a câmara secreta com a fofa da Ashen e o cavaleiro-medieval-esquizofrênico-que-pensa-que-é-Rei-Arthur, Hammer.

Não é que o filme é bacaninha ? Ele é mais dark que o primeiro e flui muito melhor, sem parecer que são histórias contadas separadas. Vale a pena.

Mas levem o travesseiro, tem trailer do Senhor dos Anéis 2 - A missão.
CHEGA !
Enfim, minha casa

Cheguei em São Paulo, lá pelas 16:30. A empresa pagou o café da manhã e o almoço, nos deram um ônibus melhor e eu pude ir deitadão, todo largado lá numa saletinha do fundo do ônibus sem ninguém acebolado do meu lado.

Meu pai foi me buscar no Tatuapé, perguntou sobre o ocorrido. Contei mais ou menos, não aguentava mais falar disso. Ai, japonês britânico como ele é, me solta:

- Porra, você sai aqui de São Paulo para ser assaltado lá no meio do mato em Minas Gerais ?
Então fica o aviso aí.

Já soube que ocorreram muitos assaltos naquele mesmo ponto. E do fim de ano até o Carnaval, os mineirim vão querer roubar a mandioca de quem passar por lá de ônibus.

Tomem cuidado, mochileiros.

Eu fui pela empresa Rápido Federal e ouvi do motorista que no Executivo (ou leito, não lembro) que tem o dobro do preço da passagem, vai um carro de escolta. Mas as vezes vai escolta com o convencional também. Mas isso não é sempre e é sorteio.

Se você vai de convencional, corre o risco de levar um tiro de um bandido engraçadinho.
Indo até Beraba, todo mundo começou a pensar que era o Steven Seagal ou então o Van Damme.

- Eu até pensei em desarmar aquele magrinho lá do fundo. - isso eu tive que ouvir do ser acebolado que estava sentado do meu lado.
- Dei sorte de não ter trazido minha 380. Eu sempre viajo com ela. - tá certo Stallone Cobra.
- Pô, agora até me deu dor de barriga - um dos engraçadinhos
Parecia filme da Rede Globo. Daqueles bem ruins que passam no Tela Quente.

Tinha o herói (que na vida real não faz nada, só cata a mina sentada do lado dele). Tinha o engraçadinho (na verdade nesse tinha dois e eu não era um deles), tinha o velhinho metido a jovial e a mulher histérica (que na vida real não morre, mas também não parava de encher a porra do saco por terem levado a mala dela).
O mais interessante foram dois caras que se deram bem lá. Eles estavam sentados perto de umas garotas e ai elas começaram a abraçar eles. Nem vou contar como isso termina porque vocês já devem imaginar , né ?

E eu lá sentado do lado daquele ser acebolado.
Mas foi tempo suficiente para o pessoal começar a se enturmar, fazer piadas.

Imaginem, se não fosse o assalto, o povo ia passar 14 horas de viagem com uma cara fechada e ninguém sem falar com ninguém.
O cara ainda deu um tiro no chão para agilizar a galera, mas nada adiantou.

Ficamos lá no meio do mato com todas cortinas fechadas. Ficamos uns 10 minutos esperando, mas nada acontecia, tínhamos ouvido um carro cantando pneu, mas mesmo assim ficamos lá esperando uns 10 minutos.

Decidiram ver o que ocorria do lado de fora. Eu não desci do ônibus, mas arrisquei dar umas olhadas pela janela. Era um breu sem noção. Não dava para ver nem vulto do lado de fora. Tudo isso alguns dizem que foi mais de 50 minutos, outros achavam que não durou 10. Eu sou da segunda opinião.

Ficamos lá tentando desatolar o ônibus e subir a ribanceira. Desistiram e fomos para frente até um posto, onde deram a ótima notícia que os assaltos ali são frequentes e que dois outros ônibus tinham sido atacados uns dias atrás.
O arsenal

O mineirim da mandioca estava usando essas armas.





O gordinho não tão engraçadinho usava uma dessas. Não consegui ver bem qual era, mas era uma dessas.





Dizem que tinham mais dois do lado de fora, esses eu não vi, mas deviam ser mascarados como os outros.
Retrato falado



Acho que já vi esse cara num cyber-café...
Momento Cidade em Alerta

E num furo de reportagem, fiz o retrato falado dos caras. Se os virem na rua, corram enquanto dão risada dele.
Nesse interim, levaram o ônibus pra uma quebrada lá e desceram morro abaixo com ele. A sorte nossa foi que um carro passava na hora e buzinou. Isso fez os bandidos sairem mais rapidamente do ônibus sem fazer geral em ninguém, apesar das ameaças constantes de fazer todo mundo descer do ônibus para fazer o pente fino.
O cara achou que o pessoal estava demorando e começou a apressar (sempre com sotaque).

- Você ta nerrvoso é ? - disse o meliante para um rapaz que acabara de roubar 2 celulares e dinheiro.

Ah, mas o mineirim não desistiu, começou a fuçar as malas nos bagageiros. Por sorte a minha estava lá no fundão do ônibus (já disse que sentei do lado de um ser acebolado ?), então não roubaram minhas câmeras fotográficas.

De repente ele encontra um pacote.

- Que isso ? Mandioca ? Mandioca é bão hein ?

Ah, teveu uma mulher que falou dos sapatos.

- Moço, não leva meus sapatos não.
- Lógico que não. Seus sapatos não me importam. Quero dinheiro, carteira e celular (não esqueçam do sotaque!)
Hospitalidade Mineira (com sotaque hein)

Chegamos ao posto JK, em Catalão, alguma bocada acho que de Goiânia. Saímos, passamos por Araguarina e de repente, vi pela última janela (estava sentado no corredor, tinha um ser acebolado na janela dormindo) um carro (não sabem se era um gol ou vectra ou astra. Dizem que eram dois carros.) com os piscas ligados fechando o ônibus, esse começou a ir mais devagar, de repente alguém gritou pra ligar pra polícia, que era um assalto.

Entrou um cara armado com espingarda e um 38 na cintura e foi até o fundo com um dos passageiros.

Eu, logo comecei a tentar esconder meus cartões no encosto do ônibus, puxei-os e coloquei lá, de repente, os cartões caem no chão. O bandido já estava perto, esperei o cara virar de costa e abaixei rapidinho e peguei-os e escondi de novo. Nem deu pra fazer o mesmo com a grana, então passei o que tinha na carteira (que aliás, era razoavelmente bastante).

Tinha uma velhota no banheiro, o ladrão começou a ficar um pouco agitado e o passageiro que veio com ele lá da frente, começou a tentar abrir a porta do banheiro e a velhinha brava. O bandido começou a falar que ia dar um tiro na porta (do meu lado aliás). O passageiro forçou a porta e a velha saiu encarando o bandido, meio sem entender nada.

O bandido começou a falar. Sotaque mineiro fortíssimo (desculpe aí povo, mas tem que pensar com sotaque):

- Vai todo mundo tirando a camisa. Quero celular, cartera e dinheiro.
- Vamo pessoar, fechando as curtinas. Fecha todas.

Pois é. Era engraçado mesmo, senão fosse um assalto.
Mentira , agora começa a parte bizarra da coisa.

Teve suspense, drama, comédia e romance.
A Saidera (chuiff..chuiff)

Domingão acordei relativamente cedo, Mamazita me levou para conhecer alguns pontos que faltavam como a Orla e o outro lado da UnB, me deixou no Pátio Shopping onde fiquei tentando ligar pra Caroline (liga esse celular, menina !) e todo mundo ocupado. Então lá fui eu almoçar e passear pelo setor de seilá o que, mas tinha uns prédios de televisão.

Deixa eu por uma dica aqui. Quem for ao Pátio , deve comer um Waffle belga de lá, mas o com xarope de bordo (maple syrup) que é uma delícia.

Voltando, lá pelas 15:30 , a Stella apareceu e me levou para na rodoviária para comprar a passagem. Tinha os dois últimos lugares e um sentimento de 'não faça isso' que achei que fosse frescura. Comprei e fomos lá pro lado da ...

Sei lá como se chama onde fomos, acho que Park Shopping, ficamos por ali passeando e esperando dar a hora. Começamos a conversar e esquecemos da vida, nos lembramos de ir embora só as 20:00 e saímos correndo pra casa da Ana, me despedi dela e do Carlos. Mama foi levar a minha mala pra mim lá na casa da Ana e depois levar O malinha pra rodoviária. Ficamos conversando, nos despedimos e embarquei às 21:30, com promessa de chegar meio dia em São Paulo.

Então tá, né ?

Acabou a viagem. Podem fechar o blog.
Então, continuando sobre a viagem...
Um Clássico

Ouçam e vejam o clip do Wagner, Taxista. Precisa de flash, mas vale a pena.
Salve trupe !

terça-feira, dezembro 03, 2002

Beijos e abraços.
Bom, ficou comprido tudo isso, mas amanhã conto o domingo e o retorno turbulento para casa.

Nada me tira da cabeça que um bluseiro mineiro (com sotaque, por favor), tentou me tirar de circulação. Mas se deu mal !

Amanhã detalhes.
Essas são minhas amiguinhas de Bsb. Não são uma graça ?
Mamazita teve seu momento 'I Wanna be a teenage again' e foi lá cantar o segurança ! Muito hilário. Mais ou menos como foi o diálogo:

- Eu queria ser revistada novamente.
- Ué, não te revistaram na entrada ?
- Revistaram, mas acho que você revista muito melhor.


Que comédia.
Novamente fomos para o Beirute, mais cervejas. Fui até um caixa-eletrônico com a Stella e um pequeno incidente acontece. Ela quase arranca uma bomba do lugar com a traseira do carro. Foi pequenino e ninguém saiu ferido. Ela foi embora e me deixou com a Mama e a Tatá, uma outra famosa de quem lê os blogs da Mama e da Ana. E ela levou deliciosos salgadinhos e um red label da festa que fugiu. Fala se a menina não é fera !

Fomos lá pra festa da Cult 22, uma festa que parecia ser um sábado loser, mas foi muito divertida. Os caras misturaram uns sons indies, classic rock, 80´s e Pop nacional. Passaram vídeos do Pixies, Jimi Hendrix e Yellow Submarine, dos Beatles (nota mental: eta desenho besta)

OK, é uma mistura indigesta, mas funcionou, o pessoal gostou, eu dancei a noite inteira, a Tatá dançou um pouco e depois foi conversar com um amigo dela , guitarrista da banda Máquina do Tempo.

Perguntem em uníssono: E a Mamá ?
Sábado acordei razoavelmente cedo. Dormi na casa da Mama numa cama de casal (deixemos claro, sozinho) esparramadão. Muito bom ! Por Que só casais podem dormir em camas de casais ? Sou um cara espaçoso, todo aquele espaço é ótimo. Eu nem acordei com nada jogado no chão. Pude me mexer livremente a noite (se bem que eu apaguei já que vim praticamente a viagem toda acordado). Depois encontrei com a Ana e ela me deixou com a Stella. Fomos ver uma mostra de gravuras do Picasso (o pintor) e uma de fotografias. Isso ocupou boa parte da tarde e começo da noite e como ela tinha reunião, fui para o shopping Pátio, onde fiquei esperando a Ana e o Carlos me pegarem.

Fomos para a casa da Mamá e de lá para o Don Bosco, que possui uma pizza de um único sabor e é um dos pratos tradicionais de Brasília: molho de tomate.

Sério, aquela pizza que você comia na sua escola, que era uma massa, coberta de molho de tomate, assim era a pizza no Don Bosco. E você ainda tinha a opção de suco de cajú ou mate para acompanhar. E estava cheio de gente ali, todos comendo aquelas fatias entomatadas num restaurante incrivelmente estreito.

E estão lá a mais de 10 anos ! Um fenômeno inexplicável. Se bem que a pizza é realmente gostosa...
Algumas cervejas depois, fomos lá para o Centro Comunitário da UnB na festinha dorme-sujo. Aliás, foi uma festa bem bacana, tirando alguns problemas técnicos, as famosas Cuba-libres foram o aperitivo da noite.

É o que eu sempre digo. Nada como sinceridade alcólica pra dar jeito nas coisas.
De noite me levaram para conhecer a famosa Coisa Verde, um drink altamente alcólico. Até o canudinho deve ser feito com algum substrato de álcool. Isso foi no restaurante Beirute, um point meio gls segundo o pessoal de lá (agora que me ocorreu...o pessoal vai lá por causa do kibe, Mama ?). Enfim, é uma das bebidas típicas de Brasília e que recomendo pelo menos um gole.

Eu bebi um copo inteiro por livre e forçada vontade.
Finzinho da tarde passamos lá na UnB, uma espécie de USP, um pouco mais caótica. Foi bacana porque eu vi a experimentacoteca (ou experimentotoca ou experimentococa, algo assim) cheia de experiências de física. Vi o laboratório de corte e costura, mas que fica disfarçado de laboratório de física.

Stella marcou de encontrar com a gente por ali e demorou um bocado.

Quando a encontramos, pensei que ela ia sair correndo com medo dos dois blogueiros malucos, mas ela fez um social e saiu voando com pressa. Até achei que ela tinha nos odiado (e nem falei a palavra blog perto dela).

Mas foi só impressão.
Voltando, chegando na rodoviária, peguei uma das últimas passagens, lá no fundo, do lado do corredor. Fiquei torcendo para que não fosse um ser maligno do meu lado e até berlândia (apelido carinhoso de Uberlândia), fui tranquilo, jogado em dois bancos. Mas pouco depois, fui prensado por um ser capoeirista. E lá fomos mais 6 horas de viagem. Cheguei em Brasília às 11:30, quando sai ligando para todo mundo que eu conhecia. A Ana foi gentil e matou o trabalho e fomos almoçar com o Carlos, namorado dela.

Depois ela me levou aos pontos turísticos de turistas normais. Inclusive na casa do Presidente, que é bonitinha e tal, mas não tinha os avestruzes ou emas que deviam estar ali. Nem presidente tinha. Só uns jornalistas.

Mas só passamos rapidinho pelos pontos históricos. O que eu queria mesmo era a rota decadente e dorme-suja* de Bsb. Foi isso que me foi prometido no folheto da agência de turismo e era disso que fui atrás ! Sexo, luxúria, bebidas infinitas !

Termo brasiliense que significa aproximadamente um wannabe mendigo
Tá, eu sei que prometi ser um pouco mais religioso quando voltasse de lá, mas a única coisa religiosa que vi por lá foi uma igreja que estava mais para uma escultura do que igreja, que como eu aprendi na Jackie, não tem os detalhes que torna interessante imaginar como foi feito e essas coisas.

Ahh, também tinha a Assembléia do Reino de Deus no Conic, essa era mais interessante já que lá no Conic é o centro da putaria, mas não fomos conhecer.
O pior não é a lepitospirose ou ter o carro destruído. O pior de uma enchente é o fato de você ter que entrar num ônibus com um bando de gente encharcada e com aquele cheiro de roupa molhada que seca no banheiro. Para ajudar a ter melhor essa sensação, fechar a janela do ônibus multiplica a sensação de fedor.
A Odisséia

Quinta-feira, 14:00 e ainda não tinha certeza se ia conseguir viajar. Fiz umas mágicas e contatos e consegui. Comecei a me preparar para a viagem. Começa a chover e passar Yu-Gi-Oh!. Ò dúvida, melhor desmarcar. Já imaginei a Ana e da Mama alteradas e gritando. Lá fui eu até a rodoviária com meu bote tipo comandos-em-ação já que São Paulo estava próximo a ser uma espécie de Atlântida.
Estou levemente achando que vai mudar algumas coisas por aqui ...

Não sei, mas se mudar radicalmente e eu não perceber, por gentileza, nos avise ok ?


Esqueçam.
Jujuba, é empolgante lá. Mas tenho muitas coisas por aqui.

Luiz, avisei sim ! Avisei que só voltaria a postar segunda-feira ! Mas obrigado pelas visitas. E meus filmes preferidos são esses aqui.

Hammer, a opção é I: Mac ficou longe da net por todo esses dias. Principalmente porque R$ 5,00 por 1 hora de net lá é um roubo descarado. Que é ? Os donos de Cybercafés candangos tão passando fome é ?

Antonio Augusto seu xavequeiro ! Bolacha ? Repelente ? Faz-me rir !
Muitas coisas aconteceram, então vamos contar tudo por aqui nesses dois dias.

Antes esclarecimentos:
Opa ! Voltei. Puf puf puf...

segunda-feira, dezembro 02, 2002

Beijos e abraços.
Bom, vou falar da viagem daqui a pouco. Mas eu voltei, porei minhas leituras em dia essa semana.
E o segundo:

O primeiro mais mala:

Ele está chegando!

O terceiro filme mais mala de todos os tempos está chegando. Já preparou seu travesseiro ?


O Luiz me mandou uma boa dica de uma cantora que eu não conhecia. Ela se chama Ruthe London e está lançando um cd chamado Bossa in Blues. Vale a pena dar uma ouvida.
Ele Vive!

O demolidor Nuno Mindelis, ainda está vivo e muito bem. Estava numa espécie de retiro e gravando o novo disco. Disse-me por mail que o novo disco sairá em março e promessas de que será muito melhor, já que foi gravado com mais calma. Será distribuído nos EUA, Europa e Canadá.
Primeiro uma ótima notícia.
Voltei ! Voltei ! Voltei ! Cheio de histórias para contar.

Guenta as pontas povo que é muita coisa mesmo.
E dae !

quarta-feira, novembro 27, 2002

Beijos e abraços.
Então, até segunda e se tudo der certo, volto cheio de fotos e causos pra contar.
Pensamentos do Mac II:

Porco que pensa que é cavalo, não puxa carroça.
Bom, vou matar a curiosidade do povo de saber o que era aquela contagem regressiva.

Vou viajar ! EEEEEeeeeee.

Vou até Brasília conhecer os blogueiros de lá e o presidente.

Vamos fazer caminhada nas ladeiras pra pagar promessa e tirar fotos da arquitetura moderna que a Jackie tanto ama (ironia on).

Vou tomar coisa verde ! Não me perguntem o que é , nem para a Ana ou Mama. Nem elas sabem.

Vou meditar e aproveitar que a cidade está sobre o maior cristal do mundo e entrar em um êxstase espiritual.

Sim, quando eu voltar esse blog será um templo de meditação e bem religioso. Fiquem com medo, muito medo.
Velhos Tempos...(ou acho que estou ficando louco)

Os sinais de que você já não está mais na Faculdade acontecem quando:


- Fazer sexo em cama de solteiro é um absurdo;
- Há mais comida do que cerveja na sua geladeira;
- 6:00 da manhã é quando você acorda e não quando vai dormir;
- Você escuta a sua música favorita num elevador;
- Você carrega um guarda-chuva e dá a maior importância para a previsão do tempo;
- Seus amigos se casam e se divorciam ao invés de ficarem e terminarem;
- Suas férias caem de 130 para 15 dias por ano;
- Calça jeans e camiseta não são mais considerados vestimenta;
- É você que chama a polícia porque a molecada do vizinho não sabe como abaixar o som;
- Você não sabe mais que horas os auto-lanches fecham;
- Dormir no sofá te dá uma puta dor nas costas;
- Você não tira mais aquele cochilo do meio-dia até as 6 da tarde durante a semana;
- Você vai na farmácia comprar remédio para dor de cabeça e anti-ácidos ao invés de camisinhas e testes de gravidez;
- Você come as comidas do café da manhã na hora do café da manhã;
- Em mais de 90% do tempo em que você passa em frente de um computador você está trabalhando de verdade;
- Você não bebe mais sozinho em casa antes de sair para economizar dinheiro antes da noitada;
- E o mais importante .... Você lê este e-mail e fica procurando algum sinal que não se aplica a você!
Pensamentos do Mac I:

Se você tem gelo, mas não tem whisky, o negócio é não beber. Se você tem whisky e não tem gelo, bebe caubói.
Ò, fui hackeado. !

Veja aqui, e soube que o mandante foi o Hassen só porque falei que ele parece o amigo do Chaves.
Hola !

terça-feira, novembro 26, 2002

Beijos e abraços.
Sim ! Ando meio ocupado, por isso vai esses posts meia boca.
Homens x Mulheres:

APELIDOS: Se Laura, Suzana, Débora e Rosa vão almoçar juntas, elas se chamarão umas às outras de La, Su, Déb e Ro. Se Rafael, Ricardo, César e
Renato saem juntos, eles afetuosamente se referirão uns aos outros como Cabeção, Azulejo, Espinhudo do Carai e Leprechal.

COMENDO FORA: Quando a conta chega Josemilson, Luciano, Marcio e Ronaldo vão cada um jogar na mesa R$ 20,00, mesmo sendo a conta apenas R$32,50.
Nenhum deles terá nada trocado, e nenhum vai ao menos admitir que quer troco. Quando as garotas recebem sua conta, aparecem as calculadoras de bolso.

FILMES: A idéia que uma mulher faz de um bom filme é um em que uma pessoa morre bem devagarzinho. Um homem considera um bom filme aquele em
que muita gente morre bem depressa.

DINHEIRO: Um homem pagará R$2,00 por um item que vale R$1,00 mas ele quer. Uma mulher pagará R$1,00 por um item que vale R$2,00 mas ela não quer.

CASAMENTO: Uma mulher costuma não se lembrar por que casou-se com seu marido. Um homem costuma não fazer idéia de por que sua mulher se divorciou dele.

BANHEIROS: Um homem tem seis itens em seu banheiro: escova de dentes, pente, espuma de barbear, barbeador, sabonete e uma toalha de hotel. A quantidade média de itens em um banheiro tipicamente feminino é 337. Um homem não consegue identificar nem explicar para que servem mais do que 10 destes itens.

DISCUSSÕES: Uma mulher tem a última palavra em qualquer discussão. Por definição, qualquer coisa que um homem disser depois disso é o começo de outra discussão.

GATOS: Mulheres adoram gatos. Homens dizem que adoram gatos, mas quando as mulheres não estão olhando, homens chutam gatos.

O FUTURO: Uma mulher se preocupa com o futuro até conseguir um marido. Um homem nunca se preocupa com o futuro até conseguir uma esposa.

SEXO: Uma mulher usa o sexo para conseguir amor. Um homem usa o amor para conseguir sexo.

SUCESSO: Um homem bem-sucedido é aquele que consegue ganhar mais dinheiro do que a sua mulher pode gastar.Uma mulher bem-sucedida é aquela que acha esse homem.

MUDANÇAS: Uma mulher casa-se com um homem esperando que ele mude, mas ele não muda.Um homem casa-se com uma mulher esperando que ela não mude, mas ela muda.

TELEVISÃO: Para uma mulher os comerciais na TV são uma chance de ir ao pipiroom. Para um homem é uma chance de dar uma olhada no que está passando em todos os outros 96 canais, principalmente os esportivos.

FUTEBOL: Para uma mulher é o cúmulo do ócio e desperdício de tempo assistir Brasil x Argentina. Para um homem, Catanduvense X Piracicabano (clássico da 3a divisão do campeonato) é uma ótima diversão.

ARRUMANDO-SE: Uma mulher se arruma toda para ir fazer compras, regar as plantas, botar lixo pra fora, atender ao telefone, ler um livro e ir buscar a correspondência. Um homem se arruma para ir a casamentos e enterros e ainda usa sempre a mesma roupa.

DIVIDINDO: Uma mulher dividirá seus pensamentos e sentimentos mais profundos com um completo estranho. Um homem dividirá seus pensamentos e sentimentos mais profundos apenas quando questionado por um advogado artimanhoso sob juramento e, mesmo assim, apenas quando puder diminuir a sua sentença.

CRIANÇAS: Ah, crianças... Uma mulher sabe tudo sobre suas crianças. Ela sabe sobre consultas a dentistas e romances, melhores amigos, comidas favoritas, medos secretos, esperanças e sonhos. Um homem está vagamente ciente da presença de umas pessoinhas correndo na casa.

ERROS: Um homem casado consegue esquecer seus pequenos erros imediatamente. Sua esposa consegue lembrá-los para sempre.
Show do Rush

Todo mundo ta falando que o show foi o máximo. Para quem foi no show, uma homenagem para ser cantada com aquela música do Profissão:Perigo, sim, aquela do McGyver que o pessoal chama de Tom Saywer.

Venha’miguinho
Pro sofá
Que o McGyver tá no ar

O McGyver é muito bom
Ele é o nosso herói
Do perigo ele se defende
Dum jeito inacreditável
Incrível

O que eu sei é que suas companhias
Nem sempre são muito bem vindas
Gente malvada, gente bandida
Gente que quer, tirar sua vida

Perigo, perigo é sua profissão
O que ele quer é a paz
McGyver em perigo usou sua mente
E de um prego fez um fuzil


Coisas que só o Vela traz para você
Essa semana o Encruzilhada está ótimo. Tem Eric Sardinas (que já falamos muito dele aqui e é muito bom), Indigenous (que gostei pacas) e o Chris Duarte.

Ouçam que vale a pena!

Já o Showblues, o melhor dos bluseiros nacionais. Lancaster (sempre ótimo) e outros. Mas o destaque vai para o Sérgio Duarte & Entidade Joe com a música Não me esqueça baby.
Imaginou um alemão chegando aqui no Brasil e pedindo um beijo, meio em alemão/meio em português ?

Moça, será que eu possa dáárrrr um Kuss em você ?
Com a língua em outras língua

Beijos em vários idiomas:

Alemão - Kuss
Chinês: QinWen
Espanhol - Beso
Francês - Baiser
Grego - Felia
Hebraico - Neshiká
Holandês arcaico: Soen
Inglês - Kiss
Italiano - Bacio
Japonês - Kissu
Maia - Tzub
Russo - Potselui
Sotho - Atla
Sumeriano - Su-Ub
Sueco - Xkyss
Tupi Guarani - Pitér

Aliás, se alguém tiver a música Gordinha do Lancaster, deixa um recado pra nós aí.

Viu Bohemina ?
Se você odeia esgrima, este aqui é seu site.
Pamonha ! Pamonha ! Pamonha !
Pamonha ! Pamonha ! Pamonha de Piracicaba.


Cliquem na frase acima para baixar essa música. Ótima!

segunda-feira, novembro 25, 2002

Beijos e abraços.
Dexa eu parar que hoje estamos parecendo aqueles programas de fofoca da tv que passam na parte da tarde.
Ué, eu gostei de Instinto Selvagem, por que não posso achar sexy o bikini da menina-assassina ?

Só porque ela vai queimar no inferno , não signifique que não seja boa de olhar. Tenho inveja é da mulher que vai fazer marido dela na cadeia.

Se bem que se ela assistisse C.S.I. não ia pagar esse mico.
Uma análise psicológica da foto do casal de assassino de pais.

Se os programas de fofocam podem fazer isso, nós também podemos ! Vamos especular.



Ela: Vejam, eu não te amo, mas preciso de você pra matar meus pais.
Ele: Duh, ela paga tudo. Tenho que sair bonito na foto, duh.

Mas o mais impressionante é que se vocês prestarem atenção na foto, verão que a parte debaixo do bikini usado pela mina já indica uma forte característica homicida. Ela quer matar os homens do coração.
Acabou ! Agora só ano que vem !



Quem deu foi o Cyber
E falando nisso, quem ganho o nosso cd foi a Miss Kilt.

Dri, tem 5 dias úteis para retirar o cd.

Brincadeira, eu mando mail logo, logo.
Sim, em encontro de blogueiro onde mais da metade é nerds, joga o bom e velho Magic, The Gathering. Nós não, Hammer, Thiago e Elishia ficaram lá se esbaldando no truco de nerd.


Lula em dúvidas se dava amor para Hammer ou para Elishia e ainda passou a mãozinha na orelha do Tiago.


Todos os blogueiros unidos.
"Quando bebemos, ficamos bebados. Quando ficamos bebados, dormimos. Quando dormimos não cometemos pecados. Quando não cometemos pecados vamos para o céu...Portanto, vamos ficar bebados para ir ao céu!!!"

**********Brian O'Rourke ***************


Só o amor constrói: Lady Bug e Thiago


Lady Bug cercada de seu escravos Cyber e Lula. Notem o êxtase na cara do menino.
"Quando li sobre os problemas que a bebida causa, deixei de ler."

*******Stephen Wright*************


Trio parada dura: Cyber e as sapecas Lady Bug e Elishia.


Ashen e Lula


Lula e sua pose graça para foto. Tá na hora de mudar já.


Amargura em pessoa. Antonio Augusto tava passando mal por causa de meio copo de cerveja. Essa foto é de arquivo porque ele não quis tirar uma nova.


Lucky boy, num momento de descontração muito alcólico
Chegaram pouco depois o Lula e nem tinha começado direito ainda. Dali a pouco a Elishia e o Cyber.

fomos noite afora, até que apareceram alguns amigos da Elishia, inclusive um que engole a própria mão. Fantástico !

Eu cabeção que sou, esqueci a câmera digital e não pude tirar foto desse fato. Quando fui buscar a câmera, o rapaz tinha ido embora, mas registrei algumas pessoas.
Algumas vezes um homem inteligente é forçado a ficar bebado para passar um tempo com os burros".

*******Ernest Hemingway ***************
Tudo começou comigo chegando atrasado na festa. Meu pai teve a brilhante idéia de comprar móveis comigo justo 30 minutos antes de começar a festa. Fui com ele e acabei chegando atrasado. Peguei o Lucky na casa dele, quando chegamos no bar, vi um barbicha sentado numa mesa e o Hammer e Marcelo sentado na outra. Vi uma moça saindo do banheiro, loira e por isso nem tinha reconhecido a famosa popstar, Lady Bug.

Depois das apresentações sentamos e começamos uma longa jornada.

Mas a nota vai para as historihas lendárias da Lady Bug, que já foi chamada de taradinha, 'muniiiique', pagou mico no programa da Monique Evans, no Massivo, envolvendo pessoas de baixa estatura